26 de junho de 2009

A historia de Capim Cubano...

Capim Cubano - De João Pessoa, PB para o Mundo
O Brasil é mesmo um país de musicalidade ímpar, o lugar de todos os ritmos. Mergulhado neste diversificado universo cultural e vivendo sob o berço dos grandes artistas nordestinos é que em 2003 surgiu no estado da Paraíba a banda Capim Cubano.

Nascido em João Pessoa o grupo foi criado pelo guitarrista Clodoaldo Mucarbel que sentiu o mercado musical pedindo algo novo, diferente e envolvente. Atrelada a esta necessidade veio a vontade de subir ao palco e levar a sensualidade, alegria e efervescência dos ritmos latinos com a intenção de fazer o público bailar do início ao fim do show e ao terminar ver a galera pedir “mais um!”.

A salsa, merengue, cumbia e rhumba caíram rapidamente no gosto popular e não demorou a estourar nas rádios músicas como: “Teresa Bandolera” e “Mentirosa” sucessos pedidos pelo público até hoje e que ainda fazem parte do repertório de shows. A aceitação deste trabalho foi surpreendente, 70 mil cópias do primeiro CD foram vendidas, impulsionando a banda a investir ainda mais neste projeto e a gravar no dia 10 de Julho de 2004, no Bullevard, em Natal o seu primeiro DVD.

Dois anos depois foi a vez do Recife se render ao carisma do Capim e no mês de Julho lotar o Chevrolet Hall (maior casa de espetáculos da América Latina) e colocar 14 mil pessoas para assistir a banda. O DVD conta com 18 faixas, das quais 7 são composições próprias. Entre as faixas assinadas pela Capim Cubano estão “Te quiero”, “Volar volar”, “Vem comigo” e “Capim Cubano és fuego”. Depois de pronto e com sucesso também nas vendas, SOM LIVRE se interessou pelo produto e passou a distribuí-lo nacionalmente.

Hoje, com uma média de 25 shows por mês, o grupo Capim Cubano é considerado por onde passa novo fenômeno de público. Em 2006 recebeu o honroso título de banda revelação de Pernambuco, em 2007 foi a vez do Ceará premiar a banda.

No último dia 24 de Janeiro de 2009, a banda conseguiu mais um feito: reunir mais de 100 mil pessoas nas areias da praia de Tambaú, em João Pessoa e entrar para a história da música brasileira e para os registros da música nordestina.

Um palco bem iluminado serviu para que os integrantes da melhor banda de música latina do Brasil tocassem seu mais novo repertório, que foi escolhido a dedo e levantassem a multidão que vibrou do início ao fim do show e ainda para que a banda recebesse seus convidados especiais, aliás, três convidados da mais alta qualidade: Walkyria Santos (banda Magníficos), Marina Elali e Zé Ramalho.

O público simplesmente adorou e aplaudiu demais estes três momentos muito significativos do show, que fizeram ainda mais a Capim Cubano mostrar porque é uma das poucas bandas nordestinas com público cativo nas regiões Sul e Sudeste do país.

O inicio do show se deu com uma contagem regressiva com a participação do público, que num único coro deu as boas vindas ao Capim. A abertura do show foi feita pelo humorista Zé Lezin, que apresentou de forma muito engraçada os seus conterrâneos.

Em seguida, os acordes dos instrumentos deram início ao mais novo sucesso da banda: ARRIBA, composição do próprio Yegor, fez o povo jogar as mãos pra cima e pular numa animação impressionante. E assim, nesse clima de descontração e festa seguiu todo o show.

A primeira convidada especial a entrar no palco foi a musa do forró brasileiro, Walkyria Santos, considerada uma das maiores cantoras do Brasil. A segunda convidada foi Marina Elali. A linda morena esbanjou simpatia e cantou 'Estoy Enamorado', música tema do clipe gravado em meados do ano passado por ela em parceria com a Capim Cubano. E por último foi a vez de Zé Ramalho. A lenda viva da MPB, com sua voz poderosa contribuiu de maneira única na gravação do DVD. Trouxe um pouco das suas influências musicais que são misturas de elementos da cultura nordestina com outros tipos de cultura. Esta variedade, que para muitos torna o seu trabalho atemporal, pode ser considerada uma das principais responsáveis pela conquista de diversas gerações e pela admiração que os músicos da Capim Cubano tem pelo trabalho deste conterrâneo. Zé Ramalho gostou tanto de participar com seus fãs que fugiu ao script e cantou duas músicas('Frevo Mulher' e 'Na beira do Mar') com a rapaziada da Capim.

Fonte:http://www.myspace.com/bandacapimcubano

Nenhum comentário:

Postar um comentário